01 julho 2006

Ouvir para crer...

Freita do Amaral abandonou o Ministério dos Negócios Estrangeiros. É pena que tenha sido por motivos de Saúde, mas é uma saída que só peca por tardia.
Freitas envergonhava o país.
Curioso curioso é ouvir o BE e o PCP a lamentar a saída de Freitas...
Contra o satã americano, marchar, marchar...

9 comentários:

Anónimo disse...

Há quem diga que o Sá Machado vai abandonar a Junta de Joane a meio.
Será que vai invocar motivos de Saúde Tambem?

Hugo de Araujo disse...

Talvez! E será que o Armando Carlhavo de Riba de Ave também?! Ou mesmo Armindo Costa, também ouvi dizer que ia abandonar a Câmara... Esperar para ver....

Anónimo disse...

Isso de o Armindo Costa abandonar a Câmara, é um Mito

Anónimo disse...

Pois é para o MITO

Anónimo disse...

Grandes animadores do blog, o que voces teem é uma grande dor de cotovelo. O Sr prof.Dr. foi uma mais valia deste governo quer queiram ou não. Aconsselho uma boa dose de analgégico, o cotovelo vai continuar a doer.

Megui disse...

"Aconsselho" está mal escrito! aprendam português POR FAVOR!!!!!!!

Anónimo disse...

Tem razão caro amigo. A nós doi-nos o cotovelo. A Freitas as costas... Pelo menos com essa dor, Freitas demonstra que tem aquilo que muita gente diz que ele não tem: coluna vertebral. Desconfio que ainda o vamos ver no BE...

Anónimo disse...

Alto lá. O Senhor Arquitecto vai deixar o mandato a meio? Sair até saía se o número dois não fosse o Dr. Jorge Paulo Oliveira. É que o homem (perdão, o Senhor Arquitecto) até podia sair mas era se fosse para deixar o lugar ao Jorge Carvalho ou ao Leonel Rocha.
Lá está, a história repete-se. Agostinho Fernandes não saía para não deixar o lugar ao Fernando Moniz, o Senhor Arquitecto não sai para não deixar o lugar ao Jorge Paulo Oliveira. Ou seja, reféns das escolhas efectuadas!

Anónimo disse...

Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
»