08 abril 2006

Mudar de moscas

Algum tempo depois de ser "forçada" a abandonar as suas funções no executivo da Câmara Municipal a ex-vereadora Edna Cardoso respondeu de forma muito subtil á pergunta que lhe fizeram sobre qual era a sua opinião sobre o executivo.
Respondeu tratar-se de uma oportunidade perdida.
Quase seis anos depois, é forçoso reconhecer que tinha toda a razão. Trata-se de uma imensa oportunidade perdida. Não porque seja pior que o executivo anterior.
Não é. Pelo contrário. É melhor.
Mas esperava-se, exigia-se, que fosse muito melhor. Ficamos assim, com uma imensa oportunidade perdida.

13 comentários:

colapso disse...

Que seja um oportunidade perdida eu até aceito, não concordo que seja uma "imensa oportunidade perdida". Agora julgo que seria bom tornar estas afirmações mais concretas, dando ideias e contributos do que está mal ou bem no executivo municipal.

Anónimo disse...

Na "mouche":
Esta Câmara tinha todas as condições para fazer um trabalho exemplar. Optou por pintar de fresco os mandatos de Agostinho.

Primavera dos Cemiterios disse...

Cada vez se percebe melhor a quem pertence este blog: a um pequenino grupo de militantes do PSD ostracizados da vida patidária. E porque deve ser doloroso não conseguir partilhar o poder nem qando é exercido pelo próprio partido, está justificado o comentário desfavorável à actuação desta câmara. Para mim, que por viver fora do Concelho, só visito Joane 3 a 4 vezes por ano, os resultados de modernidade dos últimos anos estão á vista. O concelho sofreu um desenvolvimento sem precedentes desde 2002. Mas quando a inveja fala mais alto...

Anónimo disse...

Quando fala de desenvolvimento sem precedentes em Joane refere-se a quê? Não se fez uma obra. O centro continua o desastre que sempre foi. As escolas estão a desfazer-se. Algumas ruas estão intransitáveis. Parte importante da freguesia continua sem águma. Uma parte ainda maior nao tem saneamento.
Só vivendo no terceiro mundo se pode chamar a esta situação desenvolvimento sem precedentes.

berlaitadas disse...

o "desenvolvimento sem precedentes" que o "primavera dos cemitérios"(nome sugestivo!) referiu deve-se ao facto de "só visitar Joane 3 a 4 vezes por ano"...Está tudo bem explicito no seu discurso.
O meu discurso já não pode ser o mesmo. Não quero saber de partidos políticos, mas eu vivo em JOANE!

Anónimo disse...

Ao longo dos anos a população de Joane habituou-se a olhar para as freguesias vizinhas com um olhar de superioridade. Tínhamos equipamentos que elas não tinham.
Hoje a situação mudou. Veja-se, por exemplo, Santa Maria de Airão. Tem hoje água. Tem saneamento. Tem a generalidade das ruas pavimentadas. As escolas têm refeitório e as crianças podem tomar aí ass suas refeiçoes com qualidade e conforto.
Sr. "primavera", talvez nos cemitérios o progresso seja evidente. Aqui, no mundo dos vivos, a verdade é outra: Parámos. Continuámos sem sair de 2001.

Anónimo disse...

que eu saiba santa maria de airão até pode ter agua , mas de saneamento só tem os tubos, já que não podem ser utilizados. ao contrario joane tem agua e saneamento. estou a ver que os anonimos estão distraidos ou não vivem em joane. se até neste forum já se disse mal da camara por as obras de agua e saneamento estarem a estragar as estradas da freguesia. e a responsabilidade da junta de freguesia no mau estado das ruas tambem ninguem se lembra?
e não vale a pena ser tão pessimistas, já que continuamos a ter melhores equipamentos que as freguesias vizinhas quiça do concelho. façam uma analise isenta e depressa chegarão a essa conclusão.

Anónimo disse...

ja me esquecia que relativo ao centro de joane, o grande presidente Agostinho Fernandes grande motor do desenvolvimento joanense!!!, teve uma amnesia e esqueceu-se de registar o terreno situado na feira e cedido ao abrigo do loteamento. é claro que quando a caixa geral de depositos executou o loteador ficou tambem com o terreno que estava hipotecado. ou seja o "bolo rei" prometido por Agostinho Fernandes e Sá Machado em 2001 para o centro de joane trazia a "fava".

viva o cds disse...

Ainda ninguém desmentiu o primavera. Será esta malta é mesmo laranjite encostada? Temo que sim.

eu disse...

"O concelho sofreu um desenvolvimento sem precedentes desde 2002" ??!!! Vem 3 ou 4 vezes a Joane por ano não é? Tem de me dizer por que estrada chega e onde fica, pois não conheço essa parte da minha freguesia....

Anónimo disse...

o eu said..é de facto a prova do egocentrismo e do sobranceirismo injustificado das pessoas de joane...relembro-lhe que o concelho é famalicão e que joane é uma das 49 freguesias...e que por sinal não está mal servida em relação a muitas das outras..é por estas e por outras que vocês serão senpre uns incompreendidos...

eu disse...

Será que sou egocêntrico por achar RIDÍCULO ter saneamento e água canalizada à menos de 1 ano? Por ter um centro de Saúde que não lembra a ninguém. Por viver numa freguesia sem Casa Mortuária? Por ter uma "coisa" a que temos de chamar centro da vila. Um quartel da GNR a caír? Não ter correios nem qualquer repartição pública? Afinal importa-se de me dizer em que é que "até não estamos mal servidos"??

Anónimo disse...

Concordo em absoluto com o "eu".
E convém lembrar que há imensa gente que ainda nem água tem.
E já agora, lembrar que Joane não é apenas mais uma freguesia, mas uma das vilas do concelho, uma das mais populosas e que gera mais receitas.
Pedir que nos toque um bocadinho do bolo não é pedir de mais.
O problema é que a Junta não é da mesma cor da Câmara Municipal.
Em Ribeirão, por exemplo, as despesas da CM sao muito superiores. Em alguns casos há situações de quase luxo nos investimentos em zonas públicas.
Porquê?
Porque a Junta é da cor certa, isto para não dizer que o Presidente da Junta de Ribeirão partilha interesses empresariais com pessoas do circulo familiar do Presidente da Câmara.