22 março 2006

ATC com défice de 68 mil euros

A Associação Teatro Construção (ATC) fechou as contas relativas ao ano de 2005 com o défice de cerca de 68 mil euros. Apesar disso, o presidente da associação, diz que tal não põe em causa os projectos da instituição.
O responsável da ATC adiantou que é necessário reduzir custos e gerir com rigor. Aliás, Custódio Oliveira apontou que para que não existam dúvidas relativamente às contas vai propor em reunião de direcção que seja feita uma auditoria, de cinco em cinco anos.
Até daqui a 5 anos...

11 comentários:

Anónimo disse...

O prejuízo da ATC já não é novidade para ninguém. Todos os anos lá vem o Custódio Oliveira dizer que houve défice, mas que está controlado e que fica pago até ao fim do ano.
Também já não é novidade a afirmação que vão reduzir custos.
Novidade, novidade é anunciar que vai propor à Direcção que delibere que de 5 em 5 anos haja uma auditoria. Ou seja, Custódio Oliveira pretende tornar a ser candidato a Presidente da Direcção. Acaba este mandato, faz a limpeza de balneário do costume, acusa os que afastou de serem os responsáveis pela crise da ATC e volta a candidatar-se.
Não admira que muitos tenham preferido sair pelo seu próprio pé antes de serem escorraçados. E dos que saíram, só um veio para a praça pública insurgir-se contra as golpadas de bastidores. Se todos o fizessem, havia de se descobrir ainda mais a careca...

zé da esquina disse...

Custódio Oliveira já prepara o próximo mandato. Sendo os mandatos na ATC de 3 anos e estando o presente com 1/3 cumprido, já se tem aí a noção daquilo que se avizinha.
Deve-se reconhecer a dedicação do homem à casa, mas também se pode criticar a sua postura de afastar tudo e todos que demonstrem, nem que seja pontualmente, estar em desacordo consigo.
Dos tempos mais recentes basta ver a célebre Assembleia em que se pediu um cheque em branco sobre reorganização de recursos humanos e que só não passou porque o então Presidente da Mesa se insurgiu contra isso.
O Custódio, desde essa data, nunca mais perdoou a afronta.
Quanto ao prejuízo anunciado, fica a pergunta: são mesmo só 68 mil euros?

jota disse...

José Sá, Raul Azevedo, Jorge Morais, Sérgio Cortinhas, Lino Ribeiro, Fernanda Mendes, Custódio Silva, Joaquim Sampaio, Ana Fernandes, Manuel Mota, Carlos Rego, Quintino - alguns dos proscritos dos tempos mais recentes do Custódio Oliveira.
Eram eles que estavam todos errados?

Anónimo disse...

COM. ATC
“ Caro amigo Jota. Os nomes que especificou são precisamente as mais valias que a ATC teve até hoje. Não podendo esquecer o Francisco Lima, a Dr. Adelia e o Chico Alves.
Aqueles que lhe fizerem frente são mais tarde ou mais cedo empurrados. Passam de bestial a besta muito facilmente.
Sou sócio e tenho pena que a ATC esteja em muito maus lençóis, fruto da má organização quer directiva quer do director geral o Francisco Melo.
Não acredito que o passivo seja o que revelou Custódio Oliveira, pois todos nós sabemos perfeitamente as manobras que faz para apresentar um relatório. Nunca foi capas até hoje de dizer a verdade.
Estou certo que vai ser difícil abandonar a ATC.
Como não tem despesas nas suas deslocações e como já não consegue lugar de destaque em nenhum lado este será sempre o seu refugio.
Diz que herdou dividas!!!!! Parece que já se esqueceu que foi sempre ele o presidente!
Redução de custos: Deveria começar por ele próprio. De seguida e urgentemente devia reduzir o vencimento do Francisco Melo que só faz borrada em cima de borrada. È um absurdo, o vencimento dele. Não tem apresentação. Não sabe coordenar, não sabe falar com os colaboradores da ATC, não sabe apresentar-se, mente constantemente ao Oliveirinha, em suma é um pedaço de Asno. Sabe apenas gastar aquilo que faz falta á ATC. È ver as contas de telemóvel ao final do mês e os números para quem liga.
A Rosário: Emprego político. Quando foi para a ATC no seu primeiro vencimento exigiu mais do que foi dado, não concordou com o vencimento e teve de imediato um bom aumento. Para o que faz e pelo que sabe ganha o dobro do que devia ganhar.
No teatro não fala ele. Deveria era acabar com o profissionalismo. O Romeu passa a manhã na cama, e a ATC paga para ele dormir. O Romeu não é capaz de dinamizar o Centro Cultural. Apenas e só apenas gasta por conta da ATC. Não é capaz de fazer um ronda com carrinhas. Deveria abrir os olhos e ver o que o César. Mas nele ninguém manda, pis ele sabe muita coisa que pode incriminar certas pessoas.
Por hoje é tudo, mas ainda tenho mais para dizer.”

Anónimo disse...

Diga, meu caro, diga.
É disso que a ATC precisa.
Aliás, dizem-me que a última Assembleia Geral foi mais um circo...

Anónimo disse...

Todos nós sabemos que parece mais um circo. O presidente e o Francisco são os palhaços, e os resto dos directores abanão sempre com a cabeça, esses fazem figura de urso. O presidente da assembleia geral, é o domador, mas não domina nada nem ninguém. O Romeu, é o malabarista, com o seu capote. A Dr. Cristina é ilusionista, consegue iludir toda a gente, mas é farinha do mesmo saco, mas com pouca validade.

Anónimo disse...

È triste saber que os próprios sócios não perdem tempo em assembleias. Ao contrario do presidente que muito tempo perde em conferências de imprensa.
Diga mais amigo XPTO, sei que sabe muito sobre aquela casa, não tenha medo de passar a má imagem da ATC, toda a gente sabe quem são os homens da manobras.
Só gostava de ver feita uma auditoria às contas, devem estar pior que as da igreja de Joane.

Anónimo disse...

Vá lá revelem mais que nós lá na Câmara de Famalicão gostamos de saber. Pois assim poderemos termos trunfos para fechar as torneiras.
Isto não é o tempo do Agostinho!

Anónimo disse...

Para fechar as torneiras não é preciso ter trunfos. É preciso é ter coragem!

Anónimo disse...

é pena que o assunto atc tenha-se esgotado nestas smi verdades... Tinha esperança que isto fosse um pequenissimo impulso para começar a desmascarar a pouca vergonha que se passa naquela casa. Tachos em Câmaras ou Juntas? Comecem a olhar para outros lados que pela calada lá vão colocando alguns.
Não há duvidas acerca da obra que pouco apouco a ATC cria. Mas, será que com os rios de dinheiros públicos, com subsidios maiores de que muitas juntas, só possiveis através de jogos de bastidores, qualquer associação não faria tão bem ou melhor que esta gente? Comparem os subsidios que a Câmara atribuiu às associações da nossa terra... e têm ainda a distinta lata de dizerem que a esta não porque é "de esquerda"...

Anónimo disse...

Já foi de esquerda. Agora não é porque o Custódio Oliveira, é por aquele que lhe convém. Nesta altura é muito amigo do Arquitecto “ só ao pé dele porque nas reuniões diz o pior da câmara” . Estou-me a lembrar de um artigo no JN, quando estava lá o Fernando Gomes em que o titulo era “ Os coveiros de gomes “ e o CO foi um deles.
Eu sinceramente não sei se ele gosta de alguém, pois parece-me que nem dele próprio gosta. Avante, é de esquerda! Olhe que não, olhe que não! Tem lá o Firinho que diz ser do PSD, Dores Oliveira que foi colocada de parte do CDS. No concelho superior, nem sei bem o que é, pois foi mais uma invenção do CO, Manuel Guimarães “ o viva o CDS “ é do CDS, a arvore aromática Loureiro PSD.
Afinal não é tanto de esquerda como dizem.
Uma coisa eu não tenho dúvidas, quanto mais dinheiro vier para a ATC, mais dividas vão aparecer.