13 março 2006

Horror aos lucros.

A herança socialista e comunista em Portugal é pesada.
Essa herança revela-se todos os dias, em todas as pequenas coisas.
Este é um exemplo. Todos os anos, por esta altura, as empresas portuguesas apresentam resultados. Felizmente a maior parte delas apresenta lucros.
Em todo o mundo, ter lucros é bom. Excepto em Portugal. Com excepção da imprensa especializada, o tratamento informativo que a apresentação de resultados das empresa recebe é lamentável.
Ter lucros é pecado. Os lucros são apresentados como se se tratasse de dinheiro roubado aos clientes. Os lucros da banca, em especial, são tratados como se fossem um verdadeiro crime.
Já as empresas que têm prejuízos são as maiores. Diz-se que prestam serviços públicos de alto valor. Que a sua utilidade está acima do lucro. Blá-blá-blá.
Durante muitos anos a Constituição Portuguesa dizia que Portugal caminhava em direcção ao socialismo. Agora já não diz. Não é preciso. Continuamos a chafurdar no socialismo.

1 comentário:

eu disse...

De facto, sempre que a banca apresenta os seus lucros, todas as notícias e comentários que aparecem são sempre num certo "tom" tipo acusatório... Quase como se fosse indecente apresentarem aqueles valores! Ora eu acho que deveriamos olhar para os bancos portugueses como um exemplo de (boa) gestão a seguir.