22 março 2006

Romper contratos.

Segundo a imprensa, o Bloco de Esquerda (sempre eles...) vão apresentar um projecto de lei para facilitar os divórcios. Para haver divórcio tem de ser por mútuo acordo, ou litigioso, sob determinadas condições.
O bloco quer que para as pessoas se divorciarem baste a vontade de um dos conjuges. Segundo o Bloco, um contrato, como o de casamento, não pode ser mantido contra a vontade de uma das partes.
Enternecedor.
Resta agora ao bloco defender o mesmo principio para outros tipos de contrato, como os contratos de trabalho...
Ai ai, tão modernos que os bloquistas são...

3 comentários:

Anónimo disse...

O Bloco vai...

Os visionários estão aí... disse...

Tudo que seja polémico e anti-normalidade, o Bloco defende.
Só nas verdadeiras questões de fundo é que não se sabe quais as suas opiniões e SOLUÇÕES!

Farpas disse...

pois a verdadeira questão de fundo é que efectivamente é muito triste ver as pessoas a arrastarem-se pelos tribunais à espera de um divórcio que nunca chega, tudo, porque o conjuge teimoso não assina uma porcaria de papel. A questão de fundo é que as pessoas devem ser livres, e sim, a falta de amor deve ser considerado motivo justificável para qualquer poder divorciar-se.