17 fevereiro 2006

Sá Machado suspende militância no PS

Suspenso:

do Lat. suspensu
adj., pendurado; pendente; parado; sustado; perplexo; hesitante.

8 comentários:

Anónimo disse...

Há um pormenor que me parece importante. O Jornal entrevilas escreve "O presidente da Junta de Joane, Ivo Sá Machado suspendeu a sua militância activa do Partido Socialista de Famalicão".
Suspende militância activa???

Anónimo disse...

Suspender a militância... Efectivamente acho que todos os militantes do PS devem andar envergonhados com as cenas absurdas que vão acontecendo.
Deixo no entanto uma pergunta no ar: não estará Sá Machado a piscar o olho à direita?

Anónimo disse...

Ou a preparar o caminho dele dentro do PS, no futuro....
Sá Machado nunca escondeu que ser Presidente da Junta de Joane era apenas o passo para algo mais... por ex Vereador na Câmara Municipal.

Anónimo disse...

O Sá Machado, de quem sou amigo, nunca foi conhecido pela sua militância activa. Nem sequer um exemplo vivo de intervenção política.
E quando se decide a intervir, provavelmente mais valia estar quieto.
Também há quem diga que Sá Machado anda desejoso de conseguir sair do PS. Se assim é, já o podia ter feito. Bastava não se ter refiliado... bem, quer dizer, aí se calhar não tinha sido candidato do PS em Joane!!!!

ala laranja disse...

Não sei porque é que os Joanenses não deram uma oportunidade ao Artur, Joane precisa de um homem de trabalho e descomprometido.
O Sá dá ar de ter "rabos de palha"

Anónimo disse...

Já repararam que ser vereador era o minimo que um politico como Sá Machado poderia aspirar dentro do PS. Haverá alguém mais competente do que ele ? Ou com mais provas de vitória dadas no concelho de Famalicão ?
Façam uma análise e perceberão porque o escolhem os joanenses.

Anónimo disse...

Porque o escolhem os Joanenses?
Qual tem sido a alternativa?

pfq disse...

O Artur Fernandes é uma excelente pessoa, mas ficou logo condicionado quando se soube na praça pública que havia sido uma escolha de circunstância.
E enquanto o PSD estiver sob a orientação do Machado, está tudo dito!
O grande problema do Sá Machado, a nível local, é não delegar e nem sempre acertar nas escolhas que faz (Luís Santos e Sérgio Cortinhas são exemplos evidentes disso)...